Do Nos Alive e do meu adeus aos festivais de verão

Dois dias depois tenho a dizer que:

O David Fonseca é lindo de morrer. Literalmente.
O David Fonseca é lindo de morrer. Literalmente. Nunca pensei que ele fosse tão giro;
Gostei dos MGMT
Gostei dos MGMT;
Fui ao céu e vim com o Sam Smith.
Fui ao céu e vim com o Sam Smith. A noite valeu por ele;
The Black Keys são uma grande banda, mas não para festivais.
The Black Keys são uma grande banda, mas não para festivais;

 – Nunca vi tanta gente parva junta;

 – Não consigo perceber o porquê dos miúdos irem para ali apenas para beber e fumar;

– Definitivamente os calções curtos, muito curtos são moda;

– Nunca vi tanta gente parva junta;

– Não há nada como o Meo Arena. Pelo menos não há pó.

– Comi um waffle horrível;

– Ainda hoje me doem os pés;

– Nunca vi tanta gente parva junta.

Posto isto, é o meu adeus aos festivais de verão. Foi muito bom. É muito giro e a minha Irmãzinha é sempre a melhor companhia do mundo, mas no conforto do Meo Arena ou de outra qualquer sala de espetáculos onde haja lugares sentados, continua a sê-lo. Já não tenho idade para tanta gente parva junta.

 

 

 

Anúncios

2 Replies to “Do Nos Alive e do meu adeus aos festivais de verão”

  1. eu não sou muito fã de festivais, por causa do pó e das multidões mas tenho pena de não ter ido ver os Artic Monckeys. Mas tens razão, estas coisas é só gente parva… e sim, o David é muito, muito giro ao vivo:)
    beijinhos e boa semana

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s