Adele, eu fui

dav

A Adele é a minha cantora favorita. Conheço as músicas todas. O álbum 21 acompanhou-me durante o meu divórcio. Durante mais de um ano, ouviu-a de fio a pavio. Ela entendia-me. Tinha passado pelo que eu estava a passar. Para além disso parecia-me uma pessoa normal. Até era gordinha…

Domingo lá fomos. Eu ia ver a Adele! E posso dizer-vos que foi até hoje o melhor concerto da minha vida e, acreditem, eu papo concertos. E foi-o por tudo. Pela voz, pelo desenho do palco, por ela estar de sabrinas, por ser uma miúda de 25 anos cheia de piada e uma mulher de 30 e tal a cantar, por ser Mãe e começar concertos às 20 horas já que o Filho não a deixa dormir, etc.

Conclusão: Adele não é uma pop star. Adele é uma pessoa, como nós. E se eu já a admirava, ainda passei a admirar mais.

Anúncios

One Reply to “Adele, eu fui”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s