De ser Mãe

Não gostei de estar grávida. Não gostei de dar de mamar à minha primeira Filha. Não dei à segunda. Quando digo isto às pessoas elas ficam escandalizadas e consigo ler no seu pensamento: “que raio de Mãe é esta?”

Sou igual às outras com a diferença que assumo que a maternidade não são só unicórnios e algodão doce.

Tirando estas coisas, as noites mal dormidas e a aflição constante de ter dois corações fora de mim, adoro ser Mãe. Adoro. Se a vida me deixasse, trocava facilmente a minha profissão pela de Mãe. E aí era apenas isso, existia apenas para as minhas Filhas. E não acho nada que essa decisão me limitaria no futuro. Ser Mãe, ser apenas Mãe não limita. Antes amplia, expande, acrescenta. O quê? Amor.

Feliz Dia da Mãe!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s