Da lealdade a nós próprios

Já me anulei para outros crescerem. Sofri. Fui enganada. Caí. Levantei-me e passei a gostar ainda mais de mim.

Hoje sou muito leal  a mim mesma, aos meus valores e ao que não quero na minha vida. E mostro-o e luto por isso com determinação tal que me chamam de insolente, intolerante e outras coisas começadas por “in”. Não faz mal. Não me abala. Não posso é deixar de ser eu. Até porque

tumblr_niju13FRHB1rkbqbko1_500

 

 

.

Jennifer Lawrence
Jennifer Lawrence

Custou mas venci-te. Mais uma vez. Eu sempre soube que sou uma mulher de força para ultrapassar qualquer obstáculo. Só tu me vias como uma menina mimada, tontinha e apaixonada. E agora, já estás certo do que sou? Já pensas duas vezes antes de me fazeres frente? Aprende. Raras são as vezes que se vê a minha ira, porque sou paciente e dou o benefício da dúvida. Mas quando me desiludo, meu Deus, a minha ira é nuclear.

Sempre te avisei para não me fazeres desistir de ti. Eu sabia o que estava a dizer e tu nunca lhe deste importância. Errado. Devias ter-me escutado. Agora aguenta-te. Estou em guerra e cheia de vontade de a vencer. Parece que estou a conseguir.

 

Do primeiro dia do resto da minha vida

Acabou. Ele foi embora. Ainda há pormenores para resolver mas não passam disso – pormenores.

A partir de hoje vou ser feliz. Acabou o sufoco, a tensão, a pressão, a raiva, as discussões.

Vou sentar-me no sofá tranquila.

Vou fazer o jantar enquanto a Little Princess está na sala, a brincar, descansada e tranquila.

Vou ter a minha família a desarrumar-me a casa sempre que quiserem e vai-me saber bem.

Vou sair sempre que me apetecer, com quem me apetecer e chegar a casa à hora que me apetecer.

Sofri muito estes meses mas cresci ainda mais. A partir de agora vou pensar com a cabeça e não com o coração.

Estou feliz. Feliz. Feliz. Feliz. Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida

tumblr_n2y6dwnktH1rkbqbko1_500

Do primeiro dia do resto da minha vida

Anne Hathaway
Anne Hathaway

Acordei cedo, ainda de madrugada com imensa vontade de me levantar e de viver. Há muito tempo que não sentia o coração tão aliviado. Estou livre de pressões, de sofrimento, de choro, de angústias.

Estou pronta para voltar a ser feliz, desta vez bem mais madura. Aprendi uma grade lição na vida: não existem contos de fadas e eu não sou nenhuma princesa bonita, frágil e adorada pelo príncipe encantado.

A partir de agora vou seguir o conselho que me deram: pensarei com a cabeça e não com o coração. Aprendi, da pior maneira possível, que não podemos confiar completamente em ninguém.  As decisões serão tomadas por mim e não terei medo de me impor e dizer não. Quem quiser aceitar, aceita. Quem não quiser, paciência.

E agora vou sorrir, sorrir, sorrir e ser feliz junto daqueles que querem o meu bem, sem interesses, só pelo gosto de me verem feliz.