7.

A minha Filha fez sete anos. Ainda não sei muito bem como passaram sete anos. Pareceram meses. As coisas que me assustavam como as cólicas, o crescimento dos dentes, a mudança da fralda, a entrada no jardim de infância, a escola afinal passaram, sem traumas nem ansiedades. Já está crescida, a lutar por ela.

Não há palavras para descrever o amor que lhe tenho. Qualquer mãe percebe isto. E ainda hoje ao acordá-la senti o orgulho que lhe tenho e a felicidade imensa em tê-la como filha.

Que benção em tê-la como Filha.

No domingo vamos fazer a sua festa de aniversário com os amiguinhos. Está feliz. E eu també, afinal, é para isso que vivo.

Da horta

Resolvemos ao fim de quase dois anos a falar no assunto de fazermos uma pequena horta no jardim. Ele é o mais dedicado. Eu só a rego quando Ele chega tarde a casa. Mas todos os dias, de manhã, ao abrir as portadas olho para ela orgulhosa e encantada com as coisas que temos a crescer.

De não gostar do nosso trabalho

 

Penélope Cruz

Amanhã lá vou eu ter que sorrir para gente que não gosto, trabalhar numa coisa que detesto e esperar dolorosamente pelo horário de trabalho acabar. Conto os dias para fins de semana, feriados e férias. Meu Deus, tenho mesmo e rapidamente de sair daquele emprego.